Sob o antigo Código Civil, direito de habitação do cônjuge sobrevivente também cessa com união estável

imagem da internet (ilustrativa)

imagem da internet (ilustrativa)

​​A constituição de união estável após a abertura da sucessão ocorrida na vigência do Código Civil de 1916 (CC/1916), tanto quanto um novo casamento, faz cessar o direito real de habitação do cônjuge sobrevivente.

Continuar lendo

Direito real de habitação na união estável não admite aluguel ou empréstimo do imóvel

COrretor

imagem da internet (ilustrativa)

Assim como no casamento, não é permitido ao companheiro sobrevivente de união estável, titular do direito real de habitação, celebrar contrato de comodato ou locação do imóvel com terceiro.

Com esse entendimento, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento ao recurso de uma pessoa que, alegando não dispor de meios para manter um imóvel de luxo localizado em área nobre, havia celebrado contrato de comodato com terceiro após o falecimento de seu companheiro.

Continuar lendo

Afastada partilha de imóvel em união estável celebrada com cláusula de separação de bens

separação

imagem da internet (ilustrativa)

Nas hipóteses em que houver adoção expressa do regime de separação de bens por meio de escritura pública firmada entre as partes, ex-companheiros que viveram em união estável não têm a obrigação de dividir bem imóvel adquirido por um deles durante a união, em caso de separação. Continuar lendo